O primeiro Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em 2024 pela Secretaria Municipal de Saúde, apontou taxa de 2,9% de infestação do mosquito transmissor da dengue, febre amarela, zika e chikungunya. Os dados foram levantados entre os dias 8 e 10 de janeiro, percorrendo 2.241 imóveis, em 118 bairros.

O índice registrado este ano é 1,3% menor em relação a janeiro de 2023, quando o LIRAa apontou 4,2%.

De acordo com o levantamento, os principais focos do mosquito observados foram em vasos de plantas, recipientes plásticos e latas. Imóveis nos bairros Urciano Lemos, Bom Jesus e Max Neumann registraram os maiores números de focos do mosquito da dengue.

A coordenadora da Vigilância em Saúde, Leninha Severo, explica que, além do trabalho preventivo, os Agentes de Combate às Endemias (ACEs) também têm a função de Educadores em Saúde, orientando os moradores sobre as medidas que devem ser adotadas para evitar a proliferação do Aedes aegypti.

“Durante o período chuvoso os cuidados devem ser redobrados e contamos com a conscientização da população para combater os focos da doença. Os agentes passam nos imóveis orientando sobre os cuidados, mas, mesmo com todas as ações feitas pela Vigilância em Saúde, é preciso que todos estejam envolvidos no combate à dengue e outras doenças causadas pelo mosquito transmissor”, completa.

Recomendações

- Mantenha a caixa d’água sempre fechada com tampa adequada.

- Remova folhas e galhos das calhas.

- Não deixe água de chuva acumulada sobre a laje.

- Lave semanalmente com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água.

- Mantenha bem tampado tonéis e barril de água.

- Encher de areia até a borda os pratinhos de vasos de planta.

- Se tiver vasos de plantas, troque a água e lave o vaso por dentro com escova, água e sabão, uma vez por semana.

- Guarde as garrafas sempre de cabeça para baixo.

- Guarde os pneus em local coberto ou entregue aos agentes sanitários.

 - Não jogue lixo em terreno baldio.

- Os bebedouros de aves e animais devem ter sua água trocada pelo menos uma vez por semana, após serem lavados com sabão.

- As piscinas devem ser tratadas com cloro e limpas uma vez por semana.

Deixe seu Comentário